Convite à Vida

Centrar nossas existências no Amor
O valor universal Crístico

Convite à Vida (IVI) tem por missão

Acolher, escutar e propor harmonização que acalma e revitaliza a alma e o corpo, nos seus centros ao redor do mundo

Acompanhar as pessoas que o desejam, em um caminho de orações e de transformação

Redescobrir a diversidade e a beleza da Terra através de peregrinações que nos motivam a agir para protege-la

Yvonne Trubert
Descubra Yvonne Trubert, a fundadora do convite à vida

Receber todos os dias, por e-mail, uma citação

Paroles d'Yvonne Trubert

O Amor é a Alma. É aquela energia ainda um pouco desconhecida pelo homem, que o torna superior a tudo o que vive sobre a Terra. Essa alma, é esse amor, é essa possibilidade de ação e de interação entre os homens. É essa pulsão que vai nos dar, a cada instante, a possibilidade de nos sublimar, de nos ultrapassar. Vocês pensam que são limitados, não é? Não. Vocês não o são. Nenhum ser humano é limitado! O homem é ilimitado pois ele foi criado à imagem e semelhança de Deus, seu Criador.

Aprender a viver é aprender que o outro, embora seja tão diferente na aparência, no aspecto, na cor da pele... com linguagens diferentes, é idêntico a nós. A força interior é a mesma em cada um de nós, pois ela é a essência divina!  Essa força é  aquela parcela extraordinária que está em cada um de nós e que devemos aprender a descobrir no mais profundo de nós mesmos...

Nossa maneira de nos comunicar com os outros, com aqueles que estão distantes, além dos mares, a centenas de quilômetros de nós, ou com os que estão bem próximos mas dos quais não conhecemos a língua, com os quais a comunicação é impossível  porque simplesmente não   pensamos da mesma forma, não compreendemos as mesmas coisas, os mesmos efeitos, não temos a mesma filosofia : a oração é o ponto de junção. É esse ponto de união, de reunião dos homens uns com os outros. É a possibilidade de nos  comunicarmos  além de qualquer limite,  além de tudo!

Se a criança só nasce depois de nove meses, é porque é necessário todo esse tempo para a sua perfeição.  Nós somos impacientes em várias ocasiões de nossa vida: para a realização do nosso trabalho, da nossa profissão, da nossa vida amorosa ou afetiva. Lembremo-nos de que é necessário um tempo para nossa maturidade, e também, para a maturidade do outro. Perseverar, é ultrapassar o limite do horizonte, do nosso horizonte!

A humanidade viveria tão bem se soubéssemos perdoar os outros... Como vocês querem que não haja mais guerras ou revoluções se, dentro de nossas famílias, conseguimos nos detestar? Dentro de nossas próprias famílias não conseguimos nos compreender… Somos estranhos uns aos outros porque não sabemos nos amar verdadeiramente!!!! É preciso aceitar o perdão como a primeira fase de nossa liberdade interior. Enquanto não perdoarmos,  correntes  no invisível nos amarram   ao outro  porque não deixamos o outro livre e ele também nos acorrenta. Então, solte-se, liberte-se!   O Cristo disse:  “Eu vim para vos libertar!

Témoignages

A transformação é permanente. Depois vem o estágio no qual a gente vê mais claramente  e se desembaraça dos problemas. É necessário pegar o bastão de peregrinos,   seguir em frente e abandonar as “terras da introspecção” que não têm mais importância… Então ficam claras as palavras de Cristo:  "Tome sua vida em suas mãos e siga-me!"

David

Eu sempre procurei, ardentemente e sem sucesso, uma explicação para essa vida nesse mundo.... E eu a encontrei através das palavras de Yvonne Trubert, fundadora do Convite à Vida  ( IVI ). Sua mensagem esclareceu as zonas sombrias  escondidas no mais profundo do meu ser. Eu percebi  a evidência da presença de Deus, a continuidade do amor humano ao amor divino que pode se manifestar a todo instante através dos pequenos momentos do quotidiano... Deus é discreto, presente no silêncio, nas grandes e nas pequenas coisas. Eu encontrei a unidade, a coerência com meu mundo interior e a estabilidade, em instantes, de uma indescritível paz!

Peter

O que mais me impressionou nas minhas primeiras experiências no Convite à Vida, IVI, foram o bem estar e a calma que experimentei. Há anos eu sofria com espasmofilia e com crises de angustia terríveis. Progressivamente todos esses dolorosos sintomas desapareceram. Essa mudança me ajudou a desmontar, em mim, o mecanismo ilusório do medo que me dominava.

Marc

Descobri, no Convite à Vida, que os outros me amam!  Eles o dizem! Geralmente a maioria das pessoas, mesmo se elas nos amam, elas não o dizem. No IVI, mesmo se as pessoas não nos amam, elas se esforçam para nos amar!  Isso nem sempre é fácil. Primeiramente é preciso amar a si mesmo para amar os outros.

François

Um aspecto essencial que o IVI trouxe para minha vida de família foi, seguramente, o olhar de esperança! Vivemos em um mundo difícil, mas aprendi a acreditar e a ensinar a meus filhos que tudo é possível, que esse mundo não está fechado para eles, que o desemprego não é inevitável… Cada pessoa pode encontrar  seu lugar e seu caminho, desde que ela tenha um estado de espírito pleno de esperança ! É claro que é preciso lutar…

Juliette

Os centros